segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

"O futebol segundo Os Simpsons"


Texto da Equipe Trivela.com

Por João Da Paz

"Toda brincadeira tem um fundo de verdade. A convivência com esta frase é comum. Seja qual for a situação, um comentário ou visão jocosa de algo sempre tem uma coisa séria incorporada. Isto acontece, é fato – seja de forma consciente ou não.

"O futebol é o esporte mais praticado/assistido do planeta, teria ele detalhes ruins que pudessem ser alvos de uma piada politicamente incorreta? Sim, e o mais famoso seriado da televisão americana, popular em todo mundo, já abordou os defeitos do esporte em várias oportunidades, exagerando os pontos fracos e ajudando a refletir por que há pessoas que não suportam the beautiful game.

"No episódio 'The Cartridge Family' (n. 5 da 9ª temporada – 1997), a cidade de Springfield, onde moram os Simpsons, recebe um jogo de futebol entre México e Portugal. Na propaganda da TV o locutor convida a todos a assistirem 'um jogo de placar baixo com possibilidade de empate...' Quem não curte o esporte argumenta que é raro ver um time marcar três gols ou mais; e que é corriqueiro os placares baixos. Esta é uma verdade e dependendo da partida, o placar não consegue resumir o quanto ruim foi o jogo.

"Até times campeões conseguem a glória repetindo o mínimo resultado possível. A seleção espanhola, por exemplo, equipe atual campeã mundial, chegou ao título através de uma sequencia de quatro 1 a 0 (das oitavas-de-final até a decisão). Aliás, a grande final da Copa do Mundo, maior torneio do planeta, foi decidida na prorrogação porque em 90 minutos ambos os times, nem Espanha, nem Holanda, passaram do zero.

"Bilhões e milhões de pessoas estão assistindo um jogo, o mais significativo do esporte, e as melhores equipes da competição não conseguem marcar um gol em uma hora e meia de tempo corrido... Se uma pessoa que não gosta de futebol escolheu a final da Copa 2010 para passar a curtir e compreender o jogo, não viu a melhor exibição possível – embora fosse uma decisão e, em tese e na prática, as duas grandes equipes do campeonato estivessem se enfrentando.

"O curioso é que as recentes finais de Copa do Mundo não foram lá todas brilhantes. Das últimas seis, duas foram decididas nos pênaltis (1994 e 2006), uma na prorrogação (2010), e somente uma teve mais que três gols (1998) – as outras teve um campeão vencendo por 1 a 0 (1990) e outro ganhando a taça após 2 a 0 (2002).

"O Brasileirão 2010 passa por situação semelhante. O placar que mais se repete é o 1 a 0 (61 vezes) e a média de gols até a 32ª rodada é de 2.57, a menor desde 1996. Restam 60 jogos para o término do campeonato que já registra 98 empates, com mais 5 resultados iguais irá ultrapassar o campeonato de 2002 que teve 102 empates, maior marca desde 2006 (ano que o números de participantes chegou a 20).

"Homer Simpson, no episódio 'Marge Gamer' (n. 17 da 10ª oitava temporada – 2007), comenta com Lisa sobre como ele conseguiu entender as regras do futebol para apitar bem os jogos do time de meninas da cidade e se enche de alegria ao dizer: “eu vi MUITAS fitas de jogos e fiquei horas e horas assistindo; eu quase vi UM gol!”

"Em 1The Cartridge Family1 ainda há outras visões do futebol que são hilárias. Uma delas é a narração da partida: enquanto o narrador americano transmite tédio ao descrever a troca de passes entre o 'zagueiro para o lateral, lateral para o zagueiro, zagueiro para o outro zagueiro, que domina a bola e segura, segura, segura...'; o narrador mexicano descreve de maneira empolgante a mesma jogada, no típico modo ouvido nas rádios latinas e brasileiras. Outra situação é a torcida que começa o jogo empolgada mas esmorece ao perceber as poucas ações do jogo e a 'eletrizante' troca de passes da zaga.

"Os que não gostam do futebol apontam a falta de objetividade como um dos maiores problemas; vêem mais erros do que acertos. Culpam a má pontaria e baixa produtividade nas finalizações, grande responsável pela pouca quantidade de gols. Alguns criticam a tão comentada regra do impedimento que priva o atacante de ficar mais próximo do gol, logo com mais chances de marcar. A Fifa, órgão que controla o futebol, aconselha aos árbitros, em caso de dúvida na sinalização da irregularidade, dar vantagem ao ataque – mas não é isto que se vê aplicado.

"Excluindo os tradicionalistas, é possível alterar alguns detalhes do jogo para torná-lo mais interessante. Não para atrair mais gente, apesar deste ser um objetivo lícito, mas para agradar àqueles que já acompanham o esporte e querem ver mais ataque, mais gols e mais empolgação. Um passo para se alcançar isto é ouvir o que tem a dizer os que não gostam do futebol, pois eles têm motivos para não admirar o principal jogo de bola do mundo.

"As visões perspicazes e inteligentes de Os Simpsons trazem riso e fazem pensar. Por mais que alguns venham a achar que tais caracterizações são pejorativas e de mau gosto, estes devem se lembrar que em toda brincadeira há um fundo de verdade. Isto se percebe no episódio 'Blame it on Lisa' (n. 15 da 13ª temporada – 2002) totalmente dedicado ao Brasil. Ao chegarem num hotel no Rio de Janeiro, Marge comenta que os brasileiros adoram futebol e a cena muda para os trabalhadores do hotel que estão chutando as malas (e chaves) como se fossem bola de futebol. Um dos empregados cabeceia uma delas dentro dum carrinho e comemora como se fosse um gol, tirando a camisa e saindo pra galera..."


"Ronaldo" já encontrou Homer Simpson...

Nenhum comentário:

Postar um comentário