segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Novo Cosmos


Do blog Esporte Fino - http://www.esportefino.net/novo-cosmos-precisa-ser-mais-que-o-velho-cosmos/

"Novo Cosmos precisa ser mais que o velho Cosmos"

"O New York Cosmos está de volta. O mais famoso time de futebol já surgido nos EUA quer ser um time profissional e se levantar do túmulo em que se deitou em 1985. E voltou da mesma forma em que surgiu para o mundo, na década de 1970. Pelo marketing.

Jogadores que fizeram a fama do Cosmos, Pelé à frente, estiveram em Nova York para o anúncio do retorno do time. Tiraram fotos, deram entrevistas e trataram do retorno da equipe como a volta de um Messias. “Esta é uma grande notícia”, comemorou Carlos Alberto Torres, ex-jogador do time, em um esforçado inglês.

Durante a semana, Eric Cantona foi anunciado como diretor esportivo. E aí o novo Cosmos tenta novamente vencer não nos gramados, mas pelo marketing. Cantona não tem experiência como dirigente. Foi contrtatado pelo poder midiático que teria sua chegada. “É um grande projeto. O Cosmos é forte, lindamente estruturado e tem um belo passado”, disse o francês em parte de seu blablablá marqueteiro.

O Cosmos, que surrou rivais no fim dos anos 70 porque em terra de cego quem tem o Rei é rei, estava inativo desde 1985 e foi comprado pelo milionário inglês Paul Kemsley há dois anos. Seu grande objetivo é disputar a Major League Soccer em 2012. Para isso, Cantona fala em contratar jogadores famosos, mas já em fase descendente, como o mexicano Rafa Marquez, o francês Thierry Henry e Ryan Giggs, lendário jogador do Manchester United.

Embora não tenha uma liga das mais fortes do mundo, o futebol hoje é levado a sério nos EUA, bem distante do cenário que o Cosmos tinha à sua volta nos anos 70/80. Para vencer, terá de ir muito além das jogadas de marketing. Porque nisso, como se vê no vídeo abaixo, o time continua um campeão."

Por Rodrigo Borges

Nenhum comentário:

Postar um comentário