sábado, 25 de dezembro de 2010

Curiosidade ludonatalina


do Blog do José Renato, escrita por André Martins:

FC SANTA CLAUSS – O Time do Papai Noel
25 de dezembro de 2010

Hoje é Natal.

Apesar de muitos não acreditarem na sua existência, o Papai Noel nasceu na Finlandia, precisamente na região da Laponia, extremo norte do país.

Uma outra curiosidade que tambem gostariam de saber, é que a figura vermelha do Noel surgiu por causa do cartunista alemão Thomas Nast, que em 1886, antes mesmo da Coca Cola, divulgou na revista Harper’s Weeklys uma desenho do bom velhinho com essa roupagem.

Como a Finlândia é a terra desta figura lendária, nada melhor mais interessante que montar um time em homenagem a este velho gordo de barba branca.

Então, em 1993, na cidade de Rovaniemi, região da Laponia que, pela posiçaõ geografica, é conhecida por “A terra do Papai Noel”, fundaram o FC SANTA CLAUSS.

Sete anos apos sua fundação, em 2000, o time ganha o que seria ate então o seu maior titulo, o da terceira divisão nacional, conhecida por Kakkonen.

Na formação atual do clube, que também conhecido como “time do Papai Noel,conta dois brasileiros, são eles: Rafael de Oliveira Rodrigues e Luiz Antonio.

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

terça-feira, 19 de outubro de 2010

¡Bienvenidos!



Em 17 de outubro, no São Paulo 4 x 3 Santos, o time da Capital prestou homenagem aos 33 mineiros que ficaram presos por 69 dias no acidente em uma mina no Chile. Todos os mineiros foram resgatados na quarta-feira 13. Para homenageá-los, os 11 titulares do São Paulo entraram com a camisa número 33 (quantidade de trabalhadores) e a palavra "bienvenidos". A mascote tricolor também estava com uma bandeira do Chile.

Em pesquisa que fizemos, Sierra, Saavedra e o goleiro Roberto Rojas são os chilenos que já jogaram no São Paulo.

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Meu craque de mentira



Texto da revista ESPN n. 11 – setembro/2010:

"Uma transferência agitou o futebol uruguaio na janela europeia. Por € 3 milhões, o Danubio vendeu a revelação Néstor “Colibri” Coratella ao Villareal, negociação amplamente divulgada pela imprensa espanhola. Tudo perfeito, não fosse um detalhe: Coratella não existe. Foi inventado por um grupo de internautas. Uma história similar à de Masal Bugduv, a revelação moldava de 16 anos, pretendida pelo Arsenal, que foi parar em uma lista de jogadores que poderiam explodir em 2009 sem nunca ter existido. A partir das duas histórias, montamos um roteiro de como criar um jogador e ainda fazê-Io virar notícia.

Quanto mais jovem, melhor: jogadores de categorias de base geralmente fogem do radar da imprensa, ainda mais se forem de clubes periféricos. É mais aceitável achar pouca informação sobre um garoto de 18 anos.

Dê uma vida virtual ao craque: o Google é a principal fonte de pesquisa da imprensa. Um perfil na Wikipédia com um resumo da carreira e um número chamativo atende ao anseio por informações. Uma página no Facebook dá um lado mais humano ao personagem. Criar um fã-clube virtual serve como atestado de qualidade.

Ação viral: perfis virtuais são importantes, mas o boca a boca faz a diferença. O The Times engoliu a existência de Bugduv porque havia várias informações sobre ele. Seus criadores espalharam notícias falsamente creditadas à agência AP sobre o interesse de clubes ingleses no adolescente. Logo as reportagens foram replicadas
por blogs, depois sites especializados, até chegarem ao jornal inglês.

Seja verossímil: em que é mais fácil acreditar: um moldavo de 16 anos na mira do Arsenal ou contratado para o envelhecido Milan? Um jovem uruguaio a caminho do mediano Villarreal ou do galáctico Real Madrid? Casar o perfil do jogador com o do clube torna a história mais digerível.

Efeito São Tomé: tudo que havia sobre Bugduv eram menções em sites e blogs. Os uruguaios responsáveis por Colibri usaram imagens aleatórias captadas na internet para montar um vídeo com gols do atacante. E postaram o material no You Tube.

Converse com seus fãs: quando a imprensa espanhola passou a noticiar sua “venda” ao Villarreal, Coratella usou o Facebook para confirmar o negócio. “Aconteceu a maior chance da minha vida. Depois de longa negociação, aceitei uma oferta irrecusável. Vou para o Villarreal”, escreveu.

Mantenha o fairplay: assim que o jornal uruguaio Observa revelou que Colibri não existia, seus criadores manifestaram-se no Facebook: “Fomos pegos. Excelente artigo. Tiramos o chapéu para vocês”. O perfil de Bugduv no Wikipédia passou a contar a farsa assim que ela foi descoberta. O mesmo espírito esportivo não se viu nos veículos que engoliram a história e depois varreram a barrigada para debaixo do tapete."

“Quem dera pudéssemos ter vendido um jogador nesse valor”,
Arthur Dei Campo, presidente do Danubio.

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Morre o Moto



Texto de Luiz Antônio Simas, http://hisbrasileiras.blogspot.com/

"Recebi hoje a confirmação de uma notícia lamentável. O Moto Club de São Luís, um dos principais clubes do Maranhão, dono de imensa torcida, encerrou as atividades no futebol profissional neste último dia 27 de agosto. A diretoria do Moto declarou não ter mais condições para manter o time diante das demandas do futebol atual [leia-se: falta grana].

"Lamentável, rigorosamente lamentável , mais esse capítulo da transformação do futebol brasileiro em um ramo do big business, da consolidação dos clubes como valhacoutos de escroques travestidos em empresários e da proliferação de jogadores-celebridades desvinculados da história e das tradições dos times.

"Morre o Moto no momento em que morrem também as camisas dos clubes, mantos sagrados transformados em vitrines de exposição de toda a sorte de produtos: telefonia celular, pomada de vaca, plano de saúde, leite condensado, funerária, montadora de automóvel, empresa da construção civil e quejandos. Dia chegará em que os escudos serão tirados da camisa para sobrar espaço pra mais um jabazinho e ninguém perceberá.

"Morre o Moto em nome da gestão empresarial, da modernização dos estádios, do estatuto do torcedor, dos fabulosos investimentos para a realização da Copa de 2014, dos técnicos com salários de quinhentos mil reais, dos bandidos da bola e dos apóstolos dos gramados e seus moralismos de ocasião.

"Morre o Moto como corre o risco de desaparecer a tradição do tambor de crioula do Maranhão. Nas palavras de um velho tambozeiro que conheci em Alcântara, os lugares onde se podia escutar o tambor são agora destinados ao reggae, para a alegria de antropólogos moderninhos e antenados que vêem em qualquer mistureba uma prova de vitalidade cultural. Viva o moderno e que se dane o eterno, goza o deus mercado.

"Morre o Moto como pode morrer a Casa das Minas, venerável matriz da religiosidade afro-maranhense. As moças mais novas, dizem as velhas do tambor, não se interessam mais pelo legado de voduns e encantados e não há mais tempo disponível para o longo aprendizado do mistério demandado pelo Tempo maior.

"E alguém, por acaso, sugere o que deve fazer o torcedor do Moto? Escolhe outro clube, com a naturalidade de quem muda de roupa e troca um objeto quebrado pelo novo? E os senhores de setenta e poucos anos que viram e viraram Moto durante a conquista do título da Copa Norte-Nordeste de 1947 e do Torneio Campeão dos Campeões do Norte em 1948?

"E a nova geração - os netos dos fundadores e torcedores do velho Moto Club, o Papão do Norte, Rubro-Negro da Fabril - torcerá para quem? É simples. Os moleques torcerão, evidentemente, pela Inter de Milão, Barcelona ou Milan. Viva a globalização! Ou, na melhor das hipóteses e como é comum ocorrer, pelos clubes grandes do sul maravilha. Mas, ai deles, não terão o pertencimento que só o clube da aldeia é capaz de proporcionar.

"O velho torcedor, e como é duro constatar isso, está morrendo. Em seu lugar surge o cliente dos tempos do futebol-empresa. Somos agora, os que queremos apenas torcer pelo time, tratados como clientes nos estádios, consumidores em potencial de jogos, pacotes televisivos, produtos com a marca da patrocinadora e outros balacobacos.

"Morre o Moto como morre a aldeia, a terra, a comida da terra, a várzea, a esquina e o canto de cada canto. Morre o Moto como amanhã dançará, no corpo da última sacerdotisa do Tambor de Mina, o derradeiro encantado em pedra, flor, areia e vento da praia do Lençol.

"Morre o Moto como morrerá, em alguma madrugada grande, o último tocador do tambor de crioula e com ele a arte de evocar no couro a memória dos mortos. Ninguém saberá como bater o tambor que convida os ancestrais a bailar entre os vivos. Seremos apenas - e cada vez mais - homens provisórios, desprovidos da permanência que só a ancestralidade e a comunidade garantem.

"Morre o Moto enquanto se desencanta o mundo."

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

quarta-feira, 28 de julho de 2010

¡Vamos, Uruguay!

Juntando algumas moedas conseguimos comprar escondido da Sr.ª Fabiani uma caixinha da Gulliver cristal com 2 times, e fizemos um desenho simples do Uruguai, todo azul, em homenagem à celeste que ressurge límpida no cenário do corrupto futebol mundial. O outro time, ainda não utilizado, provavelmente ganhará os escudos do Colo-Colo, veremos...



quarta-feira, 14 de julho de 2010

Espanha campeã do mundo 2010

Cabe lembrar que poucos comemoraram na Catalunha... Três dias após a conquista, o zagueiro Puyol abandonou a seleção espanhola - afirmou que vai defender a partir de então somente a seleção catalã...

Bem, sobre o título, a Espanha jogou bem contra a Alemanha, a Holanda não quis jogar bola na final, todo mundo já esperava os pênaltis e Iniesta fez o gol no finalzinho. Mas algumas coisas nos deixam encucados: alguém se lembra do escândalo de corrupção em que um dirigente inglês negociava o título desta Copa para a Espanha em troca do apoio à candidatura da Rússia para sediar o torneio de 2018 ou 2022? E por que a Fifa escalou o inglês Howard Webb para a final se ele se mostrou tão disposto a ajudar a Espanha no primeiro jogo contra a Suíça (não adiantou, a Suíça ganhou e a Espanha é o único campeão do mundo que iniciou uma copa com derrota)?

Todos se lembram que os jogadores e até o técnico holandeses reclamaram muito após o gol da Espanha e também depois do jogo. O motivo não era um impedimento no lance do gol, mas que o lance do gol originou-se de um tiro de meta que tinha sido um escanteio claro... Tudo isso é muito estranho, e a corrupção em campos foi frequente na maior parte das copas. O Brasil foi ajudado em 1962 e 1994, a Inglaterra em 1966, a Argentina em 1978, a Alemanha em 1990, a Itália em 1934 e 1938... Com a melhoria das câmeras, a corrupção perde espaço no campo e ganho terreno (mais ainda) fora dele. Desde João Havelange, a Fifa deixou de cheirar bem e não esperemos que a tecnologia invada o campo. Como ficaria o futebol em um local pobre, sem telão, computador, câmeras, softwares... E vai ter que parar o jogo (?), como fica o tempo da televisão, o preparo físico dos jogadores, a continuação dos lances, a marcação do tempo? Quem vai analisar o lance duvidoso, vai ter telão na várzea, torcedores do estádio poderão ver? Resumindo: a Fifa não quer perder o título de esporte mais popular do mundo, e não quer gastar dinheiro com isso. Falando nisso, a Câmara Federal aprovou lei isentando de taxação de impostos a Fifa e todos os patrocinadores e produtos relacionados em todo o território brasileiro = 900 milhões de reais até 2014. A África do Sul gastou cerca de 10 bilhões de dólares com a Copa. E aí, compensa sediar uma???

Fictício: Brasil 2038 - Taça Fifa

Tendo em vista os 'princípios' da proporcionabilidade, da 'futuribilidade' e da historicidade, e considerando que em 2038 a Fifa dará um destino para a Taça Fifa, apresentamos estes escudos supondo que o Brasil supere Itália, Argentina e Alemanha na quantidade de êxitos nos 8 torneios que serão disputados até lá (contando com esta de 2010, em que a Argentina tem se mostrado menos irregular até hoje, 19 de junho). Desde 1974, essas 4 seleções já conseguiram duas vezes, e a França uma vez, substituindo a Inglaterra quanto à conquista da Taça Jules Rimet. Colocamos 8 estrelas no desenho, ou seja, cremos que com mais 2 títulos, qualquer uma dessas seleções ficará na frente dessa disputa. Contudo, estes botões são fictícios, pois devemos considerar que a Fifa não tem interesse de ver o Brasil campeão, para a competição não perder a graça (o Brasil ganhou duas das últimas 4 Copas, além do vice de 1998 - sem contar esta de 2010). Outra questão interessante é que seleções europeias tem desempenho ruim em outros continentes (somente Brasil ganhou Copas fora do próprio continente), mas podemos apostar que, com o fim do rodízio da escolha das sedes, as decisões da Fifa ficarão concentradas na Europa, e depois na Ásia e América do Norte, além de emirados bilionários. Ora, a Fifa não vai querer mais escolher os países do Sul, como Brasil e África do Sul, para não passar o constrangimentos de obras em atraso ou diferente de projetos apresentados (você viu o fosso em que o jogador sérvio comemorou o gol contra a Alemanha?), greve de funcionários, caos no trânsito, assaltos a jornalistas e jogadores etc. Sobre o escudo, ele tem o formato daquele da Seleção de 1974 a 1990, que comemorava a posse definitiva da roubada e derretida Taça Jules Rimet. Em 1994, a CBF voltou com o escudo antigo e tradicional da seleção brasileira de futebol.

Arsenal 2010-2011

Uniforme canarinho apresentado pelo Arsenal para o campeonato inglês que se inicia neste 2º semestre.

segunda-feira, 7 de junho de 2010

Duas equipes

Chegando a Copa e faltando uma equipe africana em nosso acervo, optamos pela seleção de Camarões, feito por Fábio Raposo, visando relembrar o saudoso Roger Milla, da Copa de 1990. E, conforme prometido, apresentamos o trabalho do País Basco feito pelo Biz, pois entendemos que aquela comunidade nada tem a ver com a pseudonação que chamamos de Espanha.

sexta-feira, 4 de junho de 2010

Frases dos ônibus da Copa do Mundo 2010 (6)

Nesta última postagem das frases dos ônibus das seleções, destacamos os novos escudos de Honduras e da Austrália.





terça-feira, 1 de junho de 2010

Frases dos ônibus da Copa do Mundo 2010 (5)

Nesta série, apresentamos a Alemanha com segundo uniforme, e Chile com as curvas simples do novo escudo daquela seleção. Destacamos desta vez a Espanha, cujo lema consta a palavra ilusión, falso cognato que em língua portuguesa significa esperança...





sábado, 29 de maio de 2010

Atlético Paranaense - 3º uniforme 2010

Por receber no CT do Caju a Seleção Brasileira no primeiro período de preparação para a Copa do Mundo, a Umbro lançou o 3º uniforme do Atlético Paranaense. A cor azul da camisa foi escolhida não só por ser símbolo do time, mas também para celebrar a Seleção, que aparece como referência nas costas da vestimenta, onde há a estampa de uma bandeira do Brasil.

sexta-feira, 28 de maio de 2010

Frases dos ônibus da Copa do Mundo 2010 (4)

No filme "Casamento Grego" há piadas constante sobre a origem de tudo - tudo veio da Grécia. Há quem ache que é piada do filme, mas se trata de fato verídico, tanto é que a frase do ônibus da equipe grega retrata isso. Para enfeitar a parada, esboçamos o Partenon no fundo do escudo. Ainda nesta postagem, destacamos o clareamento do escudo do Uruguai, que perdeu a cor dourada, e a incrível criatividade da Nike, de copiar a camiseta do Charlie Brown para fazer a camisa da Eslovênia...

quarta-feira, 26 de maio de 2010

Frases dos ônibus da Copa do Mundo 2010 (3)

Passando da metade das seleções, há dois destaques de lemas neste grupo. O primeiro, dos Estados Unidos, pedindo vida e liberdade. Além de cercear a liberdade política, social e econômica de países de todo o planeta, em especial da América Latina, por meio da Operação Condor, a Casa Branca é responsável pela morte de mexicanos, argentinos, centroamericanos, índios, japoneses, iraquianos, afegãos... Outro destaque é o da Coreia do Norte, que confirma o ano em que aquele país ainda está...



sexta-feira, 21 de maio de 2010

Frases dos ônibus da Copa do Mundo 2010 (2)

Continuando a série, apresentamos 4 frases ufanistas e a surreal da Nova Zelândia.

A explicação mais sensata para esta frase é que kiwi é uma ave típica daquela região. Recebeu este nome por ser parecida com a fruta kiwi (tudo a ver). Por conta disso, os nativos desta área também são conhecidos como Kiwi. Ou seja, esta frase quer dizer (mais ou menos): Chutando ao estilo local.





quarta-feira, 19 de maio de 2010

Frases dos ônibus da Copa do Mundo 2010 (1)

Pretendemos publicar até 10 de junho próximo os escudos das 32 seleções que participarão da Copa do Mundo 2010. O motivo desta publicação é que colocamos as frases que constarão nos ônibus da delegações, conforme divulgação da Fifa. O destaque aqui é para a frase da Holanda, com sentido ambíguo na língua portuguesa.


sábado, 8 de maio de 2010

Corinthians 1º e 2º uniformes 2010

A fornecedora de material esportivo do Corinthians divulgou nesta sexta-feira a nova camisa do Corinthians para 2010. As camisas para a temporada que marca o centenário do clube, que também foram apresentadas no Parque São Jorge, trazem detalhes em dourado alusivos aos 100 anos da equipe, além dos louros em torno das datas “1910 – 2010” sob o distintivo. A parte traseira da gola tem estampados os dizeres “Tu és orgulho”, trecho do hino alvinegro. A camisa é lançada em um momento complicado do centenário corintiano. Isso porque o clube do Parque São Jorge foi eliminado da Copa Libertadores nas oitavas de final, na última quarta-feira. Contudo, o clube e o bando de loucos é sempre maior que qualquer competição.

terça-feira, 4 de maio de 2010

Flamengo: 3º uniforme 2010

O Flamengo apresentou nesta segunda-feira seu 3º uniforme, com listras em horizontais azuis e amarelas, lembrando a primeira bandeira do clube. O azul e o amarelo são as cores de fundação, do ainda Grupo de Regatas do Flamengo. E logo foi abandonada, um ano depois em 1986, devido a grande dificuldade de comprar os tecidos que vinham da Inglaterra. Nessa época o Flamengo era um clube primordialmente de remo. E durante as regatas a mistura de muita salinidade e a exposição ao sol desbotava muito rapidamente as cores. Em 23 de Novembro de 1896, Nestor de Barros propôs que as listras do uniforme mudassem de azul e amarelo para vermelha e preta. Com a mudança das cores e o crescimento do Flamengo veio a transformação de Grupo em Clube.

segunda-feira, 3 de maio de 2010

Atlético-MG - Campeão Mineiro 2010

Em final sem o Cruzeiro, derrotado nas semifinais pelo vice-campeão Ipatinga, o Atlético Mineiro demonstrou bom futebol e concede mais um título a Vanderlei Luxemburgo. Escudos com o nome dos jogadores, entretanto sem a conferência do número das camisetas.